Copa Verão é sucesso de público e marcada por grandes disputas em Congonhas

Neste mês de janeiro, diversos craques passaram pelo Poliesportivo Central, que recebeu a 16ª Copa Verão de Futsal, promovida pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, com apoio da Guarda Municipal, da Polícia Militar e do Timaço da Paixão. As disputas, além de revelar talentos e atrair um grande público, mostraram a força do esporte congonhense. Nesta sexta-feira, 26, aconteceu o encerramento da competição, com jogos das categorias Masculino Sub-16 e Sub-18.

A 16ª edição da Copa Verão superou todas as expectativas, sendo sucesso de público, atraindo times da região e refletindo o investimento do Governo Municipal nesta área do serviço público, segundo o secretário municipal de Esporte e Lazer, José Lúcio de Castro. “Hoje é dia de só agradecer à comissão organizadora, imprensa, público presente, Guarda Municipal, Polícia Militar e ao prefeito Zelinho pelo apoio. Essa Copa Verão, pelos nossos arquivos, foi a melhor da História”, completa.

Torcedor do Dragões da Real, time que foi vice-campeão na categoria feminino, o morador da Praia, Anderson Gonçalves, é figurinha carimbada nas partidas da competição. “Venho todos os dias assistir aos jogos. Teve um time nosso que foi vice-campeão no feminino, Dragões da Real. Venho como torcedor. Nas férias é sempre bom ter jogos para acompanhar. O futebol incentiva e é um lazer para a galera”, observa.

Masculino Sub-16

Em um jogo apertado, o Arena Premium, de Conselheiro Lafaiete, garantiu o troféu de campeão, vencendo o Bulls, de Congonhas, por 3 x 2, na categoria masculino Sub-16. Quem se destacou foi o congonhense John Kennedy B. de Souza, do Bulls, sendo artilheiro (10 gols) e melhor jogador da competição. Já Luiz Henrique Ferreira Jr., do Arena Premium, foi o melhor goleiro. O primeiro lugar levou para casa R$ 336, e o segundo, R$ 224.

Jogador do Arena Premium, Matheus Henrique fala sobre o alto nível da Copa Verão: “O jogo de hoje foi muito difícil. É um campeonato muito bom e bem disputado, mas conseguimos nos consagrar campeões”. O técnico do time campeão, Adriano Bontempo, elogia o trabalho da Prefeitura durante a organização. “Aqui na região não consegui visualizar ainda um evento desse porte, que tem uma boa estrutura de ginásio e arbitragem da Federação Mineira. Tomara que o evento que cresça a cada ano”, destaca.

O presidente do Ouro Branco Esporte Clube, Flavinho, também reforçou a afirmação de que a Copa Verão possui boa organização e estrutura. “Nossos jogadores jogaram pelo Arena Premium. Já tínhamos ouvido falar do campeonato de Congonhas, mas nunca tínhamos participado. Essa foi a primeira vez. Só temos a parabenizar não só pela estrutura, mas também pela organização e a participação do público. Isso é muito importante e garante um esporte de qualidade para os atletas e para quem está assistindo”, ressalta.

O artilheiro e jogador do Bulls, John Kennedy B. de Souza, diz que “é sempre bom jogar a final e disputar um jogo bom igual foi. A equipe teve um bom desempenho e demos o máximo, mas o time deles também era muito bom. Foi um jogo duro e eles mereceram sair com a vitória. Qualquer uma das equipes que saísse com a vitória seria merecido, porque foi um jogo muito bom”.

Masculino Sub-18

O público vibrou, ainda, com a partida de alto nível da categoria Sub-18. O Shakthar derrotou o Patrulha com uma goleada de 9 x 5, tornando-se bicampeão da competição. O artilheiro foi Roberto Cesar D. de Carvalho (11 gols), já o melhor jogador, Vinícius Francisco Evangelista. O melhor goleiro foi Gabriel Henrique B. do Santos. O primeiro lugar levou para casa R$ 576, e o segundo, R$ 384. Os times finalistas receberam medalhas e troféus.

Para o artilheiro e jogador do Shakthar, Roberto Cesar, a competição foi acirrada, mas o time se preparou bem. “Viemos focados e estamos nos preparando desde o ano passado. Jogamos por amor e pela família. Estou muito feliz com o resultado”, diz.

O técnico do time campeão, Bruno Patrick da Cruz Silva, frisa que, a cada ano, a Copa Verão tem melhorado, principalmente no que se refere à segurança. O auxiliar, Lucas Silva, completa: “Gostaria de parabenizar toda a organização do campeonato de futsal, que é o maior de toda a região. Sofremos durante o campeonato. Felizmente chegamos à final de novo, é a terceira vez seguida. Perdemos a primeira e ganhamos as últimas duas. Agora é comemorar muito e agradecer”.

O Patrulha chegou à final e levou a taça de vice-campeão. Técnico e jogador do time, Matheus Mendes acredita que a equipe passou bem pela Copa Verão. “É o melhor torneio de Congonhas. Já fui campeão da competição por outro time, mas como técnico é a minha primeira vez. Esteve muito bom, chegamos à final. Foi a primeira vez que participamos, e os meninos são novos. Hoje o mérito foram deles [Shakthar], jogaram muito”, diz.

Futsal feminino

O Glicose foi campeão pela 5ª vez em 6 edições da Copa Verão de Futsal Feminina Sub 18. Na noite da quinta-feira, 25, as campeãs derrotaram o Savana por 3 a 0, pela Chave Única da competição, chegando a 10 pontos.

O Dragões da Real ficou com o vice-campeonato, somando 4 pontos. Letícia Souza (Glicose) foi a artilheira com 7 gols; Julia de Oliveira (Glicose), a melhor jogadora; e Karoline Karla (Dragões da Real), melhor goleira.

A capitã do Glicose, Amanda, agradece aos que colaboraram para mais esta conquista. “Primeiramente a Deus, a minha mãe e toda minha família, pelo apoio ao nosso time. Ao nosso treinador, Fabrício, que dedica todo seu tempo pra estar aqui conosco, nos motivando e fazendo pelo futsal feminino o que poucas pessoas fazem. Como todo ano, acredito que o título e até mesmo as premiações individuais que o nosso time recebeu são frutos do nosso esforço, da nossa postura e de todo compromisso da organização. Tenho certeza de que a competição foi uma experiência única pra todas as atletas, e o meu desejo como capitã é que elas levem mais do que uma medalha, levem também pouco de “Glicose” pra sua casa, que todo o respeito e toda a superação do nosso time venham a ser uma enorme aprendizagem pra todas”, diz.

Como ex-atleta da Seleção de Futsal de Congonhas, comandada pela treinadora Luciana Nogueira, Amanda afirma que fica muito feliz pela visibilidade que a competição tem dado ao Futsal Feminino. “A Copa Verão tem reunido tantas pessoas, e ver a arquibancada cheia é uma motivação essencial para os atletas. Enfim, diante da realidade que vivemos, que o esporte continue sendo esse meio de trazer a juventude a uma vida disciplinada e saudável”, deseja.

E sobre ter podido representar Congonhas em competições estaduais, completa: “Ah, que saudade de jogar na Seleção. Ano passado ficou um pouco difícil de participar com elas, meus estudos têm ocupado quase todo o meu tempo. Mas a Lu (Luciana Nogueira) e todas as atletas foram um grande incentivo pra mim”, afirma.

De acordo com a treinadora do Savana, equipe que também participou da Copa Verão, e atleta da Seleção de Congonhas, Isabela, “esta competição é um ótimo incentivo para as atletas da cidade, principalmente para aquelas que nunca tiveram oportunidade de mostrar o seu jogo e serem reconhecidas. Infelizmente este ano tivemos apenas três equipes participando do torneio. O regulamento, as regras, a organização são excelentes. Como sugestão minha e de muitas outras atletas, seria interessante tanto a Copa Verão, quanto o Torneio de Férias permitirem a participação de equipes femininas de outras cidades, para que o Futsal Feminino tivesse mais visibilidade. Eu, como técnica e atleta da Seleção de Congonhas, vejo quanto é difícil conseguir até patrocinadores, além da ajuda da Sel. Espero que o Futsal Feminino cresça mais e que nenhuma atleta desista do que ela é capaz de fazer em quadra. Agradeço a Prefeitura, através da Sel, pela oportunidade de poder mostrar que o Futsal Feminino também existe!”

A Secretaria de Esporte e Lazer da Prefeitura informa que alguns pontos do regulamento das competições femininas da Copa Verão e do Torneio de Férias de Futsal, como este que impede a participação de agremiações de fora de Congonhas, são definidos em comum acordo entre a organização e as equipes participantes.

Relação final de premiação

Futsal feminino Sub-18

Campeão: Glicose

Vice-campeão: Dragões da Real

Artilheira: Letícia Souza

Melhor jogadora: Julia de Oliveira

 Melhor goleira: Karoline Karla

 

Futsal masculino Sub-16

Campeão: Arena Premium       Valor: R$ 336

Vice-campeão:  Bulls           Valor: R$ 224

Artilheiro: John Kennedy B. de Souza

Melhor Jogador: John Kennedy B. de Souza

Melhor Goleiro: Luiz Henrique Ferreira Jr.

 

Futsal masculino Sub-18

Campeão:  Shakthar                 Valor: R$ 576

Vice- campeão: Patrulha          Valor: R$ 384

Artilheiro: Roberto Cesar D. de Carvalho

Melhor Jogador: Vinicio Francisco Evangelista

Melhor Goleiro: Gabriel Henrique B. do Santos

 

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *