Grupo de trabalho debate primeira política pública para o artesanato de Minas Gerais

Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif), realiza nesta terça-feira (30/1) a reunião inaugural dos Grupos de Trabalho do Projeto Mais Artesanato – a primeira política pública de artesanato do Estado.

Lançado no final do ano passado pelo governador Fernando Pimentel, o Mais Artesanato irá coordenar as ações de incentivo à formalização e à organização da cadeia produtiva formada por artesãos e associações.

Além da apresentação do projeto serão designados membros dos grupos de trabalho que irão produzir elementos que nortearão o Plano Mineiro do Artesanato que será lançado em 19 de março deste ano.

Participarão da reunião desta terça-feira representantes da área econômica do Governo do Estado (BDMGIndi e Codemig), secretários de Estado, deputados estaduais e artistas mineiros renomados, como a pintora Iara Tupinambá, que coordenará ao Grupo de Trabalho de Salva Guarda dos Mestres Artesãos.

O artesanato de Minas Gerais corresponde a 10% do setor nacional e movimenta anualmente cerca de R$ 3 bilhões, segundo dados do Sebrae. Segundo o secretário da Seedif, Wadson Ribeiro, a iniciativa inédita irá contemplar umas das mais ricas tradições de Minas Gerais, encontrada em todas as partes do nosso território.

“Pela primeira vez, as mais de 300 mil pessoas que vivem do artesanato terão uma política pública voltada para o desenvolvimento de sua atividade. Vamos trabalhar diversas etapas do processo produtivo como a comercialização e a formalização dos profissionais do setor tendo como foco a nossa riqueza cultural. Outra ação fundamental será o mapeamento dos mestres artesãos em todo estado. Sem dúvida, estamos realizando aqui o maior esforço público da história voltado para este segmento”, afirma Wadson.

Edital Codemig

Outra iniciativa do Governo de Minas Gerais para o setor foi o lançamento do edital de fomento ao artesanato, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). Os interessados devem ler o edital, disponível no site da Codemig, e enviar suas propostas à empresa até o dia 16 de fevereiro de 2018.

De acordo com estimativa realizada pelo Instituto Centro de Capacitação e Apoio ao Empreendedor (Centro Cape), os R$ 1,8 milhão disponibilizados pelo edital irão beneficiar, em média, 720 artesãos, sendo 80% deles presentes em comunidades no interior de Minas Gerais. Além disso, perto de R$ 1,1 milhão serão injetados na indústria para a compra de insumos, gerando 1.440 empregos indiretos.

Serviço: Reunião Inaugural do Grupo de Trabalho do Programa Mais Artesanato
Data: 30 de janeiro de 2018 (terça-feira)
Horário: 14h
Local: BDMG – Sala Guimarães Rosa (Rua da Bahia, 1.600 –  Lourdes – Belo Horizonte/MG)

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *