Buscando motivos para se comunicar bem

* Renato dos Santos Lisboa

Alguém gosta de desperdiçar tempo, dinheiro e energia? Se não estiver muito claro o que temos a ganhar aprimorando a comunicação1, a tendência é nos acomodar. Avaliar o esforço e criar estratégias visando fortalecer essa poderosa ferramenta são primordiais para o aprofundamento da interação humana e, consequentemente, melhores resultados na vida empresarial.

O que você tem a ganhar melhorando as suas comunicações?

Autoconhecimento

Imagine uma pessoa que vive isolada, sem contato frequente com outras. Ela se conhece? Tem domínio e consciência dos próprios atos e do que eles representam para os outros? É impossível. O autoconhecimento está diretamente associado aos múltiplos relacionamentos que fazem parte do nosso dia a dia, como os interpessoais e a leitura que fazemos do mundo. Conforme expandimos nossas comunicações e compartilhamos informação, as pessoas passam a ter opiniões sobre nós e, dessa forma, recebemos o feedback2, elemento essencial na construção do autoconhecimento.

Autoconfiança

A autoconfiança é diretamente proporcional ao grau de conhecimento de si mesmo: o autoconhecimento. Se um comunicador reconhece os próprios pontos fortes e fracos, poderá direcionar melhor as ações dele e criar relações mais harmoniosas com os interlocutores.

Liderança

Durante muito tempo, a liderança foi exercida com base em conceitos rígidos, estruturas hierárquicas definidas, e não havia muito espaço para diálogos e refutações. Atualmente, isso mudou. A liderança não é mais imposta, mas conquistada e compartilhada. Para ser líder, é preciso também demonstrar os pontos de vista bem como as próprias habilidades e, ao fazê-lo, aproveitar ao máximo os recursos e técnicas que a comunicação oferece.

Por meio da comunicação eficaz, os talentos individuais afloram e geram líderes dotados de competência técnica e interpessoal para realizar o trabalho em equipe tão necessário ao fortalecimento e à prosperidade dos negócios.

Compreender isso possibilita ao profissional atuar como comunicador no seu espaço organizacional. A partir daí, ele criará uma sinergia na equipe, de modo que a transmissão da mensagem passe a ser o ponto-chave para o sucesso empresarial.

A comunicação deixa de ser um fim em si mesma, consolidando-se como um meio de alcançar resultados positivos para o profissional e empresa.

Oportunidades profissionais

Há profissionais conhecedores de diversos assuntos, entretanto com dificuldade em transmitir conhecimentos. Calam informações e permanecem estagnados.

É importante que outros conheçam o seu saber, percebam seu potencial e a utilidade do seu conhecimento. A comunicação possibilita esse intercâmbio, por isso também há necessidade de se investir no marketing pessoal3. Na era do capital intelectual, somar é estabelecer diferença competitiva. Faça das suas comunicações um investimento lucrativo.

Criatividade

Pessoas mais abertas às comunicações provavelmente têm mais condições de resolver problemas. Soluções criativas dependem muito dessa liberdade com que você estabelece novas relações entre os fatos. Sem interesse em diversificar a cultura, não há progresso. Identificar novos encadeamentos em áreas diferentes é um dos melhores exercícios para a comunicação e, consequentemente, desenvolve a criatividade.

Flexibilidade nas relações interpessoais

Quando as comunicações são aprimoradas, desenvolvemos a capacidade de filtrar informações, detectando as insignificantes. Assim, podemos fazer uma leitura mais precisa das pessoas e aprimorar também nossa habilidade para estabelecer relacionamentos. Considerar que as relações são destituídas de matematicidade, torna-as mais dotadas de elegância e compreensão.

Vitória sobre os desafios

Por meio das comunicações, inclusive os desafios são enfrentados com mais entusiasmo, os horizontes se abrem e contamos com mais possibilidades diante dos obstáculos. Além disso, as etapas a serem cumpridas até o objetivo podem ser melhor visualizadas. Aí é só comunicar também a vitória.

Compreender a dimensão do processo comunicativo permite-nos, portanto, conhecer as facetas da nossa personalidade e o modo como atuamos nos vários grupos sociais. É, especialmente, uma estratégia desafiadora e essencial para obtenção de vantagem competitiva do profissional no universo empresarial.

 

  • 1) Processo que envolve a transmissão e a recepção de mensagens entre uma fonte emissora e um destinatário receptor, no qual as informações, transmitidas por intermédio de recursos físicos (fala, audição, visão etc.) ou de aparelhos e dispositivos técnicos, são codificadas na fonte e decodificadas no destino com o uso de sistemas convencionados de signos ou símbolos sonoros, escritos, iconográficos, gestuais etc.;
  • 2) Informação que o emissor obtém da reação do receptor à sua mensagem e que serve para avaliar os resultados da transmissão;
  • 3) Conjunto de ações, estrategicamente formuladas, que visam influenciar o público quanto à determinada ideia, instituição, marca, pessoa, produto, serviço etc.

*Empreendedor serial. Mestrando em Administração com expertise em Direito Administrativo Empresarial e Financeiro, economia, gestão de pessoas, coaching, wellness coaching, gestão financeira e orçamentária, tecnologia da informação, segurança do trabalho, propriedade intelectual, legislação trabalhista e ética profissional. Experiência em empresas nacionais de grande porte, com atuação na estratégia do negócio, abrangendo projetos relacionados à cultura e desenvolvimento organizacional, gestão de mudanças, coaching de executivos e carreira, compreendendo mapeamento de competências, avaliação de desempenho, gestão de clima, planos de atração, sucessão e retenção de talentos.

 

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *