Centro de Referência de Agricultura Familiar aborda durante Congresso a política pública de fortalecimento da agricultura regional

O Consórcio Público para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba (CODAP) participou, nessa quarta-feira, 4, do Congresso de Desenvolvimento Regional, organizado pelo IFMG/Campus Congonhas em parceira com diversos órgãos e entidades, como o próprio CODAP. Estiveram presentes alguns representantes de prefeituras e parceiros essenciais no bom andamento do Centro de Referência de Agricultura Familiar (CRAF), criado pelo consórcio, como o vice-prefeito de Ouro Branco, Celso Roberto Vaz; Ângela dos Santos, da Secretaria de Agricultura da Prefeitura de Ouro Branco; o secretário executivo do consórcio, Rodolgo Gonzaga; o extensionista da Emater-MG de Ouro Branco, Paulo Marcelino; e Maria de Lourdes Almeida, do Escritório de Coordenação Regional – Unidade Alto Paraopeba do Geopark Quadrilátero Ferrífero.

O extensionista da EMATER, de Ouro Branco, Paulo Marcelinho, ministrou a palestra “Agricultura Familiar e o Desenvolvimento Sustentável do Alto Paraopeba”, em que, além de discorrer sobre o tema, registrou as ações em curso no Centro de Referência da Agricultura Familiar, situado em uma fazenda cedida ao consórcio pela Gerdau, em Ouro Branco. Durante sua participação, Paulo observou que ”ainda falta um elo entre os produtores locais e outros atores da cadeia produtiva, como restaurantes, sacolões e supermercados. Por isso nossos produtos são levados para a CEASA e depois retornam para os restaurantes que atendem às mineradoras, por exemplo, gerando lucro apenas para os atravessadores. E o CODAP pode se tornar esse elo, aproximando a oferta da demanda”.

Francisley Lucas Correia, da cidade de Colatina-ES, formado em Gestão de Cooperativas e consultor técnico em Cooperativismo e Desenvolvimento Rural, abordou a importância da Agricultura Familiar na promoção do desenvolvimento rural sustentável, destacando o cooperativismo e o associativismo como os principais agentes para alcançar esse desenvolvimento. “As cooperativas têm esse potencial tendo em vista os seus princípios fundamentais tais como o interesse pela comunidade, o princípio da educação e da formação, a sua gestão social além de outros fatores legais como a existência da obrigatoriedade do Fundo de Assistência Técnica e Social, que evidência a preocupação do cooperativismo com a promoção do desenvolvimento social e ambiental, principais premissas para a promoção do desenvolvimento sustentável”, disse.

A Sala Verde Geopark Quadrilátero (INCT Acqua e Programa Geopark Quadrilátero Ferrífero) e a E.E. Lopes Franco, de Conselheiro Lafaiete, também participaram do Congresso de Desenvolvimento Regional nessa quarta-feira. Os alunos do ensino médio daquela escola visitaram os stand de projetos de robótica e tecnologia social (aproveitamento água da chuva, energia solar, compostagem) e a Oficina de Astronomia “Um olhar para o Céu”.

O secretário executivo do CODAP, Rodolfo Gonzaga, participou ainda do Estudo de Caso Empreendedorismo Social, com Raissa Fernandes, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciências, Tecnologia e Ensino Superior, enquanto Maria de Lurdes, do GEOPARK Quadrilátero Ferrífero, participou da mesa redonda “Mulheres no Empreendedorismo e na Tecnologia“, mediada por Kelly Torres (UFSJ) e Daniele Cardoso (Movimento She’s Tech). O CODAP e seus parceiros estiveram presentes ainda no Painel “Soluções Inteligentes para o Mercado e a Gestão de Resíduos e
Coletas voltados para Micro e Pequenas Empresas”, com Patrícia Dupin, da Fundação Alexander Brandt.

 

 

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *