Investimentos do Governo Municipal na área de inovação foram debatidos durante Congresso

Os desafios e as oportunidades vinculadas ao panorama econômico e à inovação do Alto Paraopeba foi debatida no Congresso de Desenvolvimento Regional, promovido, entre os dias 3, 4 e 5 de abril, pelo Instituto Federam de Minas Gerais (IFMG) campus Congonhas e parceiros. O evento contou com palestras, mesas redondas, workshops, competições e premiações. Nessa quinta-feira, 5, as ações e os projetos municipais, implantados pelas prefeituras de cidades vizinhas, entre elas Congonhas, foi debatida em uma mesa redonda, que contou com a participação de representantes do poder público.

Estavam presentes o secretário de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação da Prefeitura de Congonhas, Christian Souza Costa,  além do secretário de Desenvolvimento de Ouro Branco, Celso Roberto Vaz, do secretário de Desenvolvimento de Itabirito, Sander Assis, e do analista técnico e gestor de microrregião do SEBRAE-MG, Aristides Rocha Araújo.

O Governo Municipal tem investido no empreendedorismo e na inovação, conforme apresentou Christian Souza Costa. Entre suas principais realizações, está a Política Municipal de Estímulo ao Empreendedorismo Digital, de Startups, de Empresas de Inovação e Tecnologia, sancionada durante o Fórum de Negócios, em 2017, que terá sua segunda edição em novembro deste ano. Além disso, o secretário destacou que Congonhas foi selecionada pelo Governo de Minas Gerais, por meio do programa Minas Digital, para receber o Hub de Inovação, um espaço de co-working. Foi firmada, ainda, uma parceria com a FIEMG para trazer semanas de inovação ao Município: um Lab Truck irá circular pela cidade, oferecendo formações e outras atividades relacionadas ao tema.

“Com todo esse trabalho que estamos fazendo aqui em Congonhas, queremos é que surjam novos negócios, baseados em uma nova economia, voltada para inovação e tecnologia, mas sem descartar o que temos de muito valor, que é a mineração e a siderurgia. Começamos a engatinhar, mas creio que em pouco tempo vamos caminhar para termos um novo cenário econômico, diversificado, gerando oportunidades diferentes. A inovação é o principal projeto da Prefeitura de Congonhas”, ressaltou Christian.

Segundo o diretor-geral do IFMG campus Congonhas, Joel Donizete Martins, o principal objetivo do evento foi aproximar as entidades que podem contribuir para o desenvolvimento regional. “A vantagem é que tivemos a aceitação dessas entidades. Foram apresentadas várias temáticas, que de fato trouxeram soluções que podem ser aproveitadas na região. Precisamos agora consolidar o que foi apresentado aqui e transformar isso em algo que seja aplicado e que possa ampliar os resultados”, pontuou.

A servidora do IFMG e coordenadora do Congresso de Desenvolvimento Regional, Priscila Lacerda, explicou que a ideia do evento partiu de um dos projetos de extensão da instituição, em que é feito um levantamento dos potenciais na região e analisado o que pode ser aproveitado economicamente. Ela também destaca o trabalho da Prefeitura de Congonhas em torno da inovação e tecnologia. “Estamos tendo um retorno bem positivo às parcerias que estão sendo firmadas e ao que estamos propondo para o futuro. É o momento de aproveitarmos todas essas ações que estão sendo feitas, juntar essa força de Congonhas em torno da inovação e trazer frutos. O principal objetivo do Congresso não é acadêmico, é a integração entre as três forças: as instituições públicas, a comunidade e o setor produtivo”, completou.

O Congresso de Desenvolvimento Regional é realizado pelo IFMG Campus Congonhas em parceria com a Amalpa (Associação dos Municípios do Alto Paraopeba), CODAP (Consórcio para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba), FIEMG (Federação das Indústrias de Minas Gerais), GEOPARK, IFMG (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais – Campus Conselheiro Lafaiete, Itabirito, Ouro Branco e Ouro Preto), Pró-Reitoria de Extensão da UFOP (Universidade Federal de Ouro Preto), Sebrae, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Tecnologia da Prefeitura de Congonhas e UFSJ (Universidade Federal de São João del-Rei) – Campus Alto Paraopeba. Conta com o patrocínio da Black 12, Codemig, Êxito Eventos, O Tropeiro Buffet, Yalle Buffet, com o apoio da Brandt, CSN, Indi, FAPEMIG (Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais), Ferrous, Gerdau, SEDECTS (Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado de Minas Gerais), SIMI (Sistema Mineiro de Inovação), Sotreq e Thyssen e participação especial das empresas juniores por meio da CENJE (Central de Empresas Juniores da UFSJ), CORE (Núcelo de Empresas Juniores da UFOP) e FEJEMG (Federação das Empresas Juniores do Estado de Minas Gerais).

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *