AGRIMINAS 2018 É A DICA PARA O FINAL DE SEMANA EM BH

Maior feira da agricultura familiar do país é realizada até domingo na Serraria Souza Pinto; 400 expositores participam do evento

Começou na última quarta-feira, 11, e vai até domingo, 15, a 12ª edição da Feira de Agricultura Familiar de Minas Gerais, AgriMinas, na Serraria Souza Pinto, no Centro de Belo Horizonte. Realizada pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar de Minas Gerais, Fetaemg, a feira reúne este ano cerca de 400 expositores, mais de cinco mil produtos e a expectativa é receber mais de 70 mil visitantes entre consumidores, agricultores, técnicos, estudantes e lideranças rurais durante os cinco dias de evento, gerando R$ 6 milhões em negócios.

Maria da Consolação Pires é da cidade de Dom Cavati, Leste de Minas, e participa pela terceira edição da feira “Nos dois primeiros dias vendi muitos produtos e quero vender tudo até domingo. A AgriMinas é uma ótima oportunidade para crescer profissionalmente, adquirir experiência e para fazer novos contatos. A feira abre novos caminhos para todos produtores rurais”, ressalta Maria que expõe na feira doces, linguiça, inhame, farinha de amendoim e feijão, itens produzidos no sítio Santíssima Trindade.

Quem também participa da feira pela terceira vez é a produtora rural Ana Almeida de Ipaba, no Vale do Aço. “Gosto da Agriminas porque é um aprendizado para o meu trabalho, me sinto valorizada. Conheço novos produtos e faço contato com outros produtores aprendendo novas técnicas. Também é o momento que temos para mostrar para outras pessoas o universo rural. Nasci no campo e sempre trabalhei com agricultura familiar”, conta a expositora de doce de banana verde, rapadura, açúcar mascavo, farinha de amendoim, biscoitos caseiros, linguiça e pimenta biquinho.

Além dos expositores, a AgriMinas conta com uma programação de apresentações culturais. Hoje, das 15h às 16h, o chef de cozinha Eduardo Avelar apresenta o Cozinha Show. Nele, Avelar escolhe alguns produtos dos expositores da feira e cria um prato que no final será experimentado pelos espectadores. O Cozinha Show terá a participação do chef Ederson Santos e dos estudantes de gastronomia da UNA. No sábado, o show de gastronomia será realizado em dois horários; às 11h e às 15h.

Outras atrações da AgriMinas são os shows. Hoje, às 16h30, o Coral da Emater se apresenta no palco da Serraria Souza Pinto. Mais tarde, às 19h30, é a vez da dupla Edmar e Samuel. O Trio Boca Quente é o responsável por animar a noite de sábado, a partir das 19h30. E, no último dia da AgriMinas, domingo, 15, os cantores Jhonny e Paulo Roberto sobem ao palco às 11h. Os ingressos para a AgriMinas 2018 são vendidos por R$ 8,00 (inteira) e R$ 4,00 (meia), na bilheteria da Serraria. A entrada é gratuita para crianças até 10 anos e para idosos acima de 60 anos. É importante destacar que, a bilheteria da Serraria Souza Pinto funciona, diariamente, até 1h antes do encerramento da feira.

Abertura

A abertura da AgriMinas 2018, realizada na tarde de quarta, contou com a presença de diversas autoridades. Vilson Luiz da Silva, presidente da Fetaemg, e também a diretoria regional e executiva da Federação. Além de representantes da Epamig, Emater, IMA, Contag, Senar, Seapa, CTB, Prefeitura de Belo Horizonte, Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais e Banco do Brasil. Em seu discurso durante a cerimônia de abertura o presidente da Fetaemg destacou a importância que a AgriMinas exerce na agricultura familiar no Brasil. “Somos a maior feira da agricultura familiar da América Latina. O nosso maior mérito é a promoção de novos negócios para os agricultores gerando renda, emprego, mobilidade social e visibilidade para os produtos. É um projeto grandioso que só é possível graças ao amor e a dedicação dos trabalhadores e trabalhadoras da agricultura familiar. Chegar à 12ª edição é a concretização de um sonho. É saber que estamos no caminho certo para a transformação da realidade das famílias da agricultura familiar”, ressaltou Vilson Luiz da Silva.

A cerimônia de abertura também celebrou os 50 anos da Fetaemg. Fundada em 1968, durante o regime militar, a Fetaemg contava apenas com cinco Sindicatos de Trabalhadores e Rurais, hoje são cerca de 600 sindicatos filiados em todo o Estado, representando mais de um milhão de trabalhadores rurais. A Federação trabalha como representante dos agricultores familiares, assentados da reforma agrária e assalariados rurais.

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *