Lafaiete é oficialmente declarada a terra dos equídeos em Minas

Como resultado de diligências do deputado estadual Glaycon Franco junto ao governo de Minas Gerais, Conselheiro Lafaiete é mais uma das cidades da região a ser certificada com o APL (Arranjo Produtivo Local). Em solenidade realizada na última sexta-feira, dia 04 de abril, a cidade foi oficialmente reconhecida como polo mineiro da criação de eqüídeos (cavalos, mulas e jumento pêga), atividade capitaneada pelo Clube do Cavalo.

Deputado Glaycon Franco recebe homenagem do Clube do Cavalo

A importância desta conquista foi salientada em discurso pelo deputado Glaycon Franco: “Pra mim, esta é a realização de um sonho. A maioria dos criadores aqui presentes são meus amigos de infância. Acompanho desde menino a luta dos eqüideocultores e sei que não foi fácil a batalha para que, hoje, Lafaiete (bem como todo o Alto Paraopeba e Vale do Piranga) ostente esta representatividade no ramo da criação de cavalos em Minas Gerais e no Brasil; tanto que o Clube do Cavalo de Lafaiete é o maior do país. Isso é fruto do suor, das lágrimas, da jornada incansável destas pessoas que se encontram aqui hoje e que, sem receber nada por isso, dedicaram suas vidas para que Lafaiete pudesse, finalmente, ser declarada a terra do equídeo em Minas Gerais. Como colocou muito bem o presidente da Associação Brasileira do Cavalo Campolina, Jorge Salun, não é só lazer e entretenimento; hoje a cadeia produtiva do cavalo gera mais emprego e renda do que a indústria automobilística do Brasil. Parabéns aos homens e mulheres que, lá atrás, acreditaram neste sonho que se realiza agora!”

Um dos entusiastas do reconhecimento da vocação econômica dos municípios mineiros por meio dos arranjos produtivos locais, o secretário da SEEDIF – Secretaria de Desenvolvimento Integrado, Wadson Ribeiro foi uma das autoridades presentes à solenidade no Clube do Cavalo. Em sua fala, ele exaltou o trabalho dos profissionais que contribuíram, cada qual em seu ramo de atuação, para a conquista desta importante certificação: “Quando ocorre um evento como este, estão por detrás médicas e médicos veterinários, um conjunto de lojas de artigos agropecuários, quem fabrica as celas e os arreios, aqueles responsáveis por tratar dos animais. Esta cadeia produtiva é que propicia o desenvolvimento econômico das regiões de Minas Gerais levando em conta a vocação de cada uma. Queremos que o Arranjo Produtivo Local dos equídeos estimule, não apenas a paixão que temos pelos animais, mas o desenvolvimento econômico e a geração de empregos. O agronegócio tem exercido papel central na atividade econômica do Brasil; o crescimento do Produto Interno Bruto Brasileiro no ano passado só foi possível porque o agronegócio cresceu mais de 20%. Este é o sentido de se reconhecer o Arranjo Produtivo Local aqui em Lafaiete, mas que abarca todo o Alto Paraopeba, com cidades que tem na sua gênese esta tradição. Penso que o próximo passo a ser dado é construirmos um potente laboratório para o melhoramento e aperfeiçoamento das raças aqui procriadas. Minas Gerais tem um conjunto de universidades federais, estaduais e particulares; precisamos nos consorciar com alguma delas para buscar seus pesquisadores, médicos veterinários e equipamentos para dotar a cidade com um laboratório que possa dar um novo salto no desenvolvimento desta atividade.

O prefeito de Conselheiro Lafaiete, Mário Marcus, recebeu o certificado de reconhecimento das mãos do Secretário adjunto de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais, Pedro Leão. O documento possibilita a definição de diretrizes e políticas públicas para promoção do desenvolvimento econômico através dos equídeos, visto que o setor é uma potência econômica no município.

Lafaiete possui o maior clube do cavalo do Brasil, com mais de 400 associados, sendo promotora das maiores exposições especializadas do cavalo Mangalarga Marchador e Campolina.

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *