Inaugurada em Lafaiete a Sala Mineira do Empreendedor

Os micro e pequenos empresários de Conselheiro Lafaiete contam agora com uma poderosa ferramenta de consultoria para abrir ou expandir seus negócios. Foi inaugurada nesta quinta-feira, 17/05, a Sala Mineira do Empreendedor, um espaço onde os interessados vão encontrar todas as informações necessárias para se tornar empreendedores ou se aprofundar na área escolhida para investir e gerar empregos.

Durante a cerimônia de inauguração, o representante da Junta Comercial, o gerente de integração, Gabriel Medeiros Pires Tavares afirmou que a nova sala vem ampliar os meios já existentes de apoio ao pequeno e microempreendedor: “O objetivo é melhorar o ambiente de negócios e facilitar o surgimento de novas empresas. Basicamente, a sala está ancorada em três pilares: prestação de informações e orientações, capacitação e serviços. O empreendedor terá sua empresa aberta de forma simplificada e desburocratizada. É possível que, sendo uma atividade de baixo risco, a empresa esteja aberta e pronta para funcionar em até seis dias. Além de ter facilitada a abertura da empresa, o microempreendedor terá acesso aos serviços oferecidos pelo Sebrae nas áreas de gestão de pequenos negócios, empreendedorismo e suporte ao microempreendedor individual.”

Ele disse que, conforme levantamento feito pela Junta Comercial, Lafaiete tem atualmente quatro mil empresas em atividade e mais de 4.600 empreendedores individuais. De acordo com o representante do Sebrae, a Sala Mineira chega para auxiliar o Município na gestão das empresas já existentes e auxiliar na consolidação dos futuros empreendimentos.

Já o representante do Sebrae, o coordenador da Microrregião do Alto Paraopeba e Inconfidentes, Aristides Rocha Araújo, pontuou que a Sala Mineira do Empreendedor chega em um momento importante para assessorar os microempreendedores lafaietenses neste momento difícil por que passa a economia brasileira: Os gestores e as lideranças políticas devem ter a preocupação de incentivar o desenvolvimento, fator extremamente importante para alavancar a economia do Município. É importante salientar que a parceria foi feita entre junta, Sebrae e prefeituras. Cada município tem suas especificidades; aqui, a Adecol (Agência de Desenvolvimento de Conselheiro Lafaiete) já presta diversos serviços de atendimento ao microempreendedor e continuará nos apoiando, assim como outras entidades.”

Um dos que mais batalharam pela implantação na cidade da Sala Mineira do Empreendedor, o deputado estadual Glaycon Franco, exaltou em seu discurso a fibra do empresariado lafaietense: “Se Lafaiete está no patamar em que se encontra, isto se deve a garra e ao trabalho de nossos empresários, sejam micro, pequenos ou grandes. Sempre que ocupo a tribuna da Assembleia Legislativa de Minas, ressalto que o crescimento do território das Vertentes e das microrregiões do Alto Paraopeba e Vale do Piranga brotou das mãos dos produtores e empresários locais, que têm no sangue e na alma a marca do empreendedorismo. Esta sala chega para simplificar a vida destas pessoas que lutam dioturnamente pela geração de oportunidades de emprego e renda para os que mais precisam.”

O prefeito Mário Marcus cumprimentou o deputado Glaycon Franco pelo empenho junto ao governo do estado para dotar a cidade com a Sala Mineira do Empreendedor: “O comércio e a prestação de serviços são hoje os grandes responsáveis pela arrecadação de impostos em nosso município. Como disse o nosso deputado, através do esforço junto ao governo do estado, conseguimos reverter para o Município uma área de 639 mil metros quadrados para expandir nosso distrito industrial. Porém, sabendo da força de nossos comerciantes e prestadores de serviços, incluímos na cláusula de reversão áreas a serem destinadas a estes empreendedores, contribuindo desta forma para a geração de empregos e o aumento da renda em Conselheiro Lafaiete. A Sala Mineira do Empreendedor é mais uma vitória conquistada.”

A Sala Mineira do Empreendedor funcionará no mesmo espaço que já abriga o Programa Minasfácil e a Adecol.

A ideia é de que os três órgãos atuem conjuntamente em prol do micro e pequeno empreendedor.

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *