Glaycon Franco vota contra a utilização de animais para testes de cosméticos

No dia 17 de julho, entrou em pauta, no plenário da ALMG, um veto do Governador que impedia de entrar em vigor a Proposição de Lei n. 23.863/15, que proíbe o uso de animais para desenvolvimento, experimento e teste de perfumes e produtos cosméticos e de higiene pessoal.

Deputado Glaycon Franco em votação que resultou o veto de animais usados em testes cosméticos

O Poder Executivo do estado vetou a proposição alegando que, em seu entendimento, não cabe ao estado estabelecer normas desta natureza.

O deputado Glaycon Franco, médico, sempre se posicionou contra o uso de animais para testes com cosméticos e, nas discussões do projeto de lei, aprovou a sua proibição.

“Vou contrariar o posicionamento do Poder Executivo pois, em minha consciência, não posso concordar. Com o meu consentimento, os animais não serão cobaias para testes desta natureza. Por esta razão vou votar pela proteção aos animais”, afirmou Glaycon.

Seu posicionamento se confirmou na manhã do dia 17, quando, em plenário, votou pela derrubada do veto, tendo sido o projeto mantido conforme aprovado na Assembleia.

Caso o veto não tivesse sido derrubado, os animais continuariam sendo utilizados para os testes.

Testes com animais causam grande sofrimento, e não se justificam quando o objetivo não é salvar a vida humana e não há alternativa científica para substituir o uso de animais de laboratório.

A proposição será promulgada pelo presidente da Assembleia Legislativa.

 

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *