Aécio Neves confirma que será candidato a deputado federal

Senador tucano manteve suspense sobre futuro político após escândalos na Lava Jato

O senador mineiro Aécio Neves (PSDB) anunciou nesta quinta-feira (2), por meio de uma carta, que vai ser candidato a deputado federal nas eleições deste ano. Com isso, o tucano põe fim ao suspense que perdurou nos últimos meses. No texto, ele diz que avisou hoje ao candidato do PSDB ao governo de Minas Gerais, o senador Antonio Anastasia, da decisão pessoal de não disputar a reeleição ao Senado.

O blog Olho Neles adiantou com exclusividade, nesta quinta-feira, que o tucano iria dar o seu veredito.

Ele afirmou no texto que essa foi uma decisão difícil e, somente foi tomada, após meses de reflexão. Nos bastidores é dito que o que mais pesou no veredito de Aécio foi o fato de ele não atrapalhar a candidatura de Anastasia ao comando do Estado, uma vez que é réu em processos de corrupção no âmbito da operação Lava Jato. A expectativa entre os correligionários é de que ele se mantenha distante desse processo eleitoral.

Mas, de acordo com Aécio Neves, a dificuldade se deu por conta das pesquisas eleitorais realizadas até hoje que apontavam o nome dele entre “os mais bem avaliados na disputa para o Senado”. “E, por outro lado, porque estão vivas na minha memória as inúmeras manifestações de estímulo que tenho recebido de lideranças dos mais variados setores e de todas as regiões de Minas”, afirmou.

Ele lembrou na nota que já presidiu a Câmara dos Deputados, entre 2001 e 2002, e atuou como líder partidário no governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). “A gravidade da situação do nosso Estado exigirá uma bancada forte e unida na defesa dos interesses de Minas no Congresso e junto ao governo federal. Estou certo de que poderei contribuir para isso”, escreveu o senador.

Em outro trecho o tucano afirma que tem sido alvo de diversos ataques, mas que vai lutar em respeito trajetória política, a família e a todos que o levaram “a conduzir o que muitos consideram o mais exitoso governo da nossa história recente”. “Todos conhecem os ataques violentos e covardes de que tenho sido alvo. Diariamente as falsas versões engolem os fatos. Mas apesar de todas as injustiças, estou seguro de que, ao final, a verdade prevalecerá e com ela restará provada a correção de todos os meus atos”, diz trecho da nota.

Senado
Com o posicionamento de Aécio Neves, agora Anastasia pode negociar livremente a vaga ao Senado que resta em sua chapa. Entre os cotados estão o jornalista Carlos Viana (PHS) e o deputado federal Rodrigo Pacheco (DEM), que é pré-candidato ao governo de Minas, mas tem sido sondado para ocupar esse posto por conta de articulações nacionais. A outra cadeira de senador na chapa tucana vai ser ocupada pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa de Minas (ALMG) Dinis Pinheiro (Solidariedade).

 Veja a carta de Aécio Neves na íntegra:

“Caras amigas e caros amigos,

Nos últimos 30 anos, seja no Congresso Nacional ou à frente do governo do nosso Estado, dediquei minha vida a defender os interesses de Minas e dos mineiros.

Por isso, nos últimos meses, refleti muito sobre qual a melhor forma de contribuir para que Minas supere a dramática situação que enfrenta hoje e reencontre o caminho do desenvolvimento econômico e social vivenciado nos anos em que governamos o Estado.

Com o objetivo de ampliar o campo de apoio à candidatura que melhor atende ao projeto de reconstrução de Minas, a do senador Antonio Anastasia, informei a ele, hoje, minha decisão pessoal de não disputar, este ano, a eleição para o Senado, colocando meu nome como pré-candidato à Câmara dos Deputados, Casa que já presidi e onde, como líder partidário, à época do governo Fernando Henrique, ajudei a implementar algumas das principais reformas feitas no Brasil contemporâneo.

A gravidade da situação do nosso Estado exigirá uma bancada forte e unida na defesa dos interesses de Minas no Congresso e junto ao Governo Federal.

Estou certo de que poderei contribuir para isso.

Não foi, como podem imaginar, uma decisão fácil.

Por um lado, porque todas as pesquisas realizadas até aqui apontam meu nome entre os mais bem avaliados na disputa para o Senado.

Por outro, porque estão vivas na minha memória as inúmeras manifestações de estímulo que tenho recebido de lideranças dos mais variados setores e de todas as regiões de Minas.

Mas tomo essa decisão com a responsabilidade daqueles que sempre colocaram os interesses de Minas acima de qualquer projeto pessoal. Os que me conhecem sabem que foi assim que sempre agi e assim continuarei agindo.

Meus amigos,

Todos conhecem os ataques violentos e covardes de que tenho sido alvo. Diariamente as falsas versões engolem os fatos. Mas apesar de todas as injustiças, estou seguro de que, ao final, a verdade prevalecerá e com ela restará provada a correção de todos os meus atos.

Até lá, estarei lutando para que a verdade prevaleça.

Farei isso, em respeito à minha trajetória política, à minha família e a todos que me levaram a conduzir o que muitos consideram o mais exitoso governo da nossa história recente.

E farei isso, especialmente, em respeito a todos aqueles que sempre me honraram com a sua confiança.

Continuarei minha caminhada com o mesmo entusiasmo e determinação, e movido pelo mesmo sentimento que, há tantos anos, me trouxe para a vida pública: o amor a Minas e aos mineiros.

Aécio Neves”

Fonte: Jornal O Tempo

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *