Projeto Roda Moinho faz chamado especial à Comunidade Lafaietense

“As mãos que  ajudam são mais sagradas do que os lábios que rezam”.  Pode parecer radical a citação atribuída à  Missionária do século XX , Teresa de  Calcutá, o que nos leva à reflexão  sobre o orar e o agir. Muitos já ouviram  falar que  na própria palavra  oração estão  interligadas as duas atitudes, orar + ação”. Jesus se afastava para orar, no deserto, ou pelos montes, antes e durante o seu ministério.  Mas há quem se ocupe só de ações, seguindo  a inclinação  natural dos seres : a solidariedade. Não farão estes, da  própria vida, uma oração?

              Prezado Integrante da Comunidade Lafaietense, neste momento,  o Projeto Roda Moinho”   vem  trazer  a você  um “ chamado especial”.   Quem sabe  aquele que espera ouvir de Deus, há tempos! Talvez você tenha se esquecido  que   Ele   usa  a  voz das criaturas para  enviar os seus recados!

Acredito que chegou o dia de escutar  e atender  este  chamado.  Não há como deixar  “para   quando”.  Subir e descer os montes  é preciso,  para que se  permita  viver  a mais gratificante das experiências humanas, a ocupação do lugar  reservado  nas  fileiras dos voluntários para a  grande  obra  de transformação do mundo.

Venha  cumprir a  missão!  Apresente-se para compor a nova Diretoria  do   “Projeto Roda Moinho”.  A falta de uma peça pode parar  a obra e não se pode interromper uma  construtora de  “amanhãs.” Durante mais de duas décadas, o projeto, fundado em 1994, por outra missionária , Anna Maria Maltese, se mantém, graças a cidadãos e cidadãs comprometidos com o  social, doadores, contribuintes,  voluntários e  Diretoria. São os  responsáveis, abençoados, pelo acolhimento de centenas e centenas de crianças e adolescentes, em situação de vulnerabilidade.

Você pode significar este apelo como convite, convocação, manifesto, mas ele é mesmo “o chamado”, ou o sinal verde que você aguardava.  Pode chegar sem medo.  Lembre-se, caso necessário, daquela verdade: “Deus não  escolhe os mais capacitados, mas capacita os escolhidos”.

E são estes escolhidos que fazem o Projeto Roda Moinho se  orgulhar com as  inúmeras histórias de superação, de transformação e de revelação de valores, como a bondade — que o mundo anda precisando tanto! —  e que os  meninos e meninas  quem passam pelo Roda Moinho levam  com eles na bagagem, vida afora.

Seja pela sua  religiosidade,  seja por sua natureza humana, venha protagonizar mais um  capítulo desta obra!  Se você ajuntou bens materiais, ou não, se está   aposentado ou não, se tem tempo, ou não  ( lembrando que  tempo é questão de prioridade), venha, agora mesmo,  ajuntar   bens,    impossíveis de comprar e vender.  Com estes,  você  alcançará  os degraus do céu,  um dia, ou  sentirá a satisfação indizível da  consciência liberta, o que vai dar no mesmo. Seja qual for a situação,  vai se encontrar em  estado de graça!

 

               Aguardando manifestação, agradece a sua atenção a este espaço                                      cedido, gentilmente, pelo jornal Correio da Cidade,

 

                                                                          Projeto Roda Moinho

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *