Férias em Congonhas

A criançada gosta mesmo é de se divertir. E quando se pode aliar  a diversão com cultura e história para ampliar o conhecimento, pode ser ainda melhor. Uma opção nestas férias é sair da cidade e visitar Congonhas, que fica a 80 km de Belo Horizonte e que guarda um dos mais importantes projetos de preservação da memória do país e é Patrimônio Cultural Mundial, desde 1985. No município está o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, sítio histórico que abriga um conjunto arquitetônico e paisagístico formado pela Basílica, escadaria em terraços decorada por esculturas dos 12 profetas em pedra-sabão e seis capelas com cenas da Via Sacra, contendo 64 esculturas em cedro em tamanho natural, trabalhados pelos artistas de maior destaque do XVIII e XIX, o escultor Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho (1738-1814), e o pintor Manoel da Costa Athaíde (1760-1830). O conjunto também possui a Sala dos Milagres, que abriga uma coletânea de ex-votos, objetos oferecidos em agradecimento por graças alcançadas. 

E bem pertinho dali está o Museu de Congonhas que faz uso de recursos de alta tecnologia para oferecer informações relevantes para que o público entenda e reflita sobre a grandiosidade e importância da história da cidade dos profetas. Instalado em um edifício de 3.452,30 m², construído ao lado do Santuário Bom Jesus de Matosinhos , a partir de um projeto do arquiteto Gustavo Penna, o espaço contempla em três pavimentos sala de exposições, reserva técnica, biblioteca, auditório, ateliê, espaço educativo, cafeteria, anfiteatro e ao ar livre. Em Congonhas tem também o Museu da Ladeira, onde está em cartaz a exposição “Congonhas: Terra de Devoção e Fé – 80 Anos de Emancipação”, mostra que celebra 80 anos de emancipação política. A exposição faz um resgate da história de nascimento do município, desde a política, passando pela religiosidade, cultura e questões sociais. Fotos, objetos e uma grande maquete conta a história do surgimento da cidade por meio da linha férrea composta por sete estações, fazendo uma conexão entre Congonhas e Belo Vale, cidades gêmeas que nasceram por meio do mesmo decreto, em 1938. 

 Serviço:

Museu de Congonhas – (Alameda Cidade de Matosinhos de Portugal, 77, Basílica – Congonhas/MG)

Funcionamento: quinta a domingo e terça-feira das 9h às 17h. Quarta-feira das 13h às 21h. Fecha segunda-feira. Entrada: R$10,00 inteira. R$5,00, meia entrada, para estudantes e visitantes acima de 60anos. Gratuidade para visitantes até 12 anos. Às quartas-feiras a entrada é gratuita.

Informações: (31) 3731 6747

Museu da Ladeira – (Rua Bom Jesus, 250, Congonhas). 

Funcionamento: terça-feira a domingo, das 9h às 17h – Entrada Gratuita 

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *