Nota de esclarecimento da Defesa Civil e da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Congonhas

A Defesa Civil Municipal e a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Congonhas informam que o rompimento da Barragem da Vale, ocorrido na Mina Feijão, nesta sexta-feira, 25, na cidade de Brumadinho, trata-se de um grave acidente no setor da mineração.

A empresa Vale informou em nota que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco, e até o momento ainda não se tem confirmação de vítimas no local.

Toda a região está se mobilizando em solidariedade aos atingidos, inclusive Congonhas.

Os primeiros levantamentos indicam que o acidente não trará efeitos diretos ao município de Congonhas. A Defesa Civil está monitorando o nível do rio Paraopeba na região de Belo Vale.

A trajetória do rejeito segue na direção contrária ao município de Congonhas, ou seja, para a região Metropolitana de Belo Horizonte, podendo atingir o rio São Francisco.

A Prefeitura de Congonhas informa ainda que requereu junto às empresas que possuem barragens no município a adoção de diversas medidas que tem sido tratadas no Plano Municipal de Gestão de Barragens, a fim de evitar acidentes como este que, lamentavelmente, aconteceu em Brumadinho.

O prefeito Zelinho entrou em contato com Cid, irmão do prefeito de Brumadinho, Avimar de Melo Barcelos, que encontrava-se em viagem, para se solidarizar com aquele município em nome de Congonhas e do Consórcio Público para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba (CODAP). Brumadinho é um dos 14 municípios filiados ao CODAP.

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *