Se tarifa do transporte urbano aumentar, Lafaiete terá um dos km rodados mais caros do país

Entra ano e sai ano e o primeiro ato que a viação Presidente faz e encaminhar para o Conselho Municipal de Transportes a solicitação do aumento da tarifa do transporte coletivo urbano, entregando uma planilha de custos da empresa como prova irrefutável da necessidade do aumento da tarifa.

2018 foi marcado por muitos quebras de veículos da Viação Presidente

Caso o aumento seja dado conforme o pedido da empresa o atual valor de R$3,00 passaria para R$3,70, ou seja, um aumento de mais ou menos 22% no preço da tarifa de transporte coletivo urbano. A pergunta que se faz é: o salário do usuário aumentou em cerca de 22%?

Na última quarta-feira(6), estava marcada uma audiência pública para discutir a planilha tarifária para o reajuste da passagem do transporte público em Lafaiete. Causou estranheza a celeridade com que as autoridades públicas estavam tratando a questão, pois o processo não estava cumprindo com diversos requisitos legais, como por exemplo, não cumpria com a notificação com antecedência de 10 dias aos órgãos de imprensa de Lafaiete e a notificação da Câmara com o prazo de 48 horas para analise da planilha e parecer do Conselho, e com isso o Conselho Municipal de Transporte e Trânsito cancelou a audiência pública.

Situação precária

Não é de hoje que a Viação Presidente é criticada pelos usuários pela precariedade da frota, constantes estragos de ônibus nas ruas, a empresa é alvo de recorrentes denúncias da péssima qualidade dos serviços prestados. Há menos de 60 dias, por pouco, um ônibus não atingiu um muro de escola por defeito mecânico. É mais que evidente que a empresa opera com veículos no limite de uso e riscos a segurança dos usuários.

Manifestações no passado evitaram o aumento desproporcional na tarifa de transporte coletivo urbano

Em um passado recente diversas manifestações já foram feitas durante a audiência pública quando é realizada e surtiram o efeito esperado em outros tempos. O que a população espera agora é que a data da realização da audiência pública seja amplamente divulgada para que a população possa optar pela sua efetiva participação ou não.

Uma ótima sugestão que a reportagem faz é para que a Câmara Municipal e o Conselho Municipal de Trânsito criem uma comissão pra fazerem a visualização das imagens das câmeras instaladas em todos os ônibus de transporte coletivo urbano pelo período minimo de 30 (trinta) dias para apurarem se o faturamento da Viação Presidente é mesmo o que consta na planilha entregue ao Conselho.

 

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *