Deputado Glaycon Franco segue atuando na Audiência Pública da CPI da Barragem de Brumadinho

Na última segunda-feira (01/04), o deputado estadual Glaycon Franco (PV) participou de Audiência Pública, realizada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) no município de Brumadinho.

A Audiência foi a terceira reunião extraordinária realizada pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), criada após a tragédia de 25 de janeiro – a maior na história do estado – que, além de gerar enorme impacto econômico e social, provocou mais de 200 mortes, havendo dezenas de desaparecidos. O objetivo principal foi debater as graves consequências do rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho.

Durante a reunião, foram ouvidos diversos atingidos pelo desastre ambiental e humanitário atribuído à mineradora Vale, responsável pela barragem. Além de representantes da sociedade civil, foram ouvidos prefeitos e vereadores de cidades próximas a Brumadinho e banhadas pelo Rio Paraopeba, que expuseram as necessidades e dificuldades enfrentadas desde o rompimento da barragem. Os deputados se concentraram em ouvir as demandas para levá-las à discussão no Poder Legislativo mineiro.

Importantes encaminhamentos foram realizados na audiência; entre eles, o pedido de informações sobre o andamento do processo de investigação criminal em curso, e ao IML sobre o andamento da identificação das vítimas fatais. Outra preocupação urgente detectada pela CPI foi a necessidade da análise dos cursos hídricos para que se apure o impacto do rompimento sobre a qualidade da água disponível na região atingida.

Como membro efetivo da comissão, o deputado lafaietense reforçou seu apoio e solidariedade, não apenas à comunidade de Brumadinho, mas, também, às demais vítimas da tragédia. Outro ponto citado por Glaycon Franco foi sua participação, como mediador, no encaminhamento de um dos pedidos da sociedade brumadinhense, visando a recuperação da economia local após o estrago, de considerável dimensão, decorrente do rompimento da barragem de Córrego do Feijão; trata-se da implantação do trem de passageiros ligando Belo Horizonte a Brumadinho, alternativa que, gerando recursos e facilitando o turismo, minimizaria o impacto causado à região em razão do desastre. A opção também ajudaria a fomentar o turismo municipal, reconhecido como um dos maiores atrativos de Brumadinho, que abriga o Museu do Instituto Inhotim.

Deputado Glaycon Franco e demais participantes da mesa na primeira audiência pública externa da CPI de Brumadinho

 

Admin Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *